A mais deliciosa ceia, não é a mais cara

Publicado em às 9:30.
Por Luciana Maximo

Simplicidade faz da Ceia de Simone e Elber o sabor delicioso que envolve os parentes, amigos mais próximos e a família toda

 

É raro uma família não cear no dia de Natal. Muitas esbanjam guloseimas, mesas fartas, ceias caras e as vezes até exageram na bebida. Mas, há quem traga da infância a lembrança de um natal sem aquela ceia especial. A bióloga e professora Simone Sedano Fontão, de Presidente Kennedy faz questão de confraternizar o natal na virada do dia 24 com toda a família. As ceias que ela organiza geralmente é para 90 a 100 convidados, primos, tios, tias, sobrinhos, sogra, filhos, netos. Simone adora receber as pessoas na sua chácara, na comunidade de Leonel.

O jantar lá é servido no quintal, ela ornamenta as árvores, cria um cenário e dá brilho com as luzes e velas.

Ela faz questão de presentear a todos e confecciona um a um, todos os presentes são embalados de forma artesanal. Ela trabalha o ano todo na Escola com aulas de Matemática e na Secretaria de Meio Ambiente, nas folgas com as filhas ela confecciona todas as lembranças.

Simone tem uma razão muito especial para fazer tudo isso.  “O natal para mim é uma das datas mais esperadas, talvez seja porque na minha infância minha mãe não podia fazer uma ceia e eu ficava vendo as famílias reunidas, isso me deixava muito triste, eu queria uma árvore, queria sentir o aconchego da família junto, meu pai nunca estava presente, tudo isso me fazia sentir inferior, foi aí que quando eu pude fazer uma ceia para reunir a família e alguns amigos próximos para comemorar eu fiz, em primeiro lugar agradecer a Deus a oportunidade de fazer isso, não quis mais parar e encontrei também um parceiro meu esposo, pessoa como eu, e faço das palavras da minha mãe as minhas, o qual melhor é dar do que receber. Hoje eu posso fazer isso e é de coração”, disse.

Neste ano Simone disse que houveram muitas perdas na família, muita dor e o clima do natal ficou mais cinzento. Ela não teve como confeccionar as lembranças para totós que ela gostaria de convidar. Fará uma ceia modesta, para a família, filhas e netos. Foi um ano muito corrido e muito difícil, garantiu.

“Família reunida é feliz, é o momento de esquecer as magoas, rancores e tudo de ruim que passou, pensar só no futuro que nos espera, porque nesse mundo que vivemos só colhemos o que plantamos e eu quero espalhar um pouco do que aprendi com a minha mãe. Sempre priorizei as crianças nas minhas ceias porque quero que elas se recordem”, disse.

A ceia que Simone prepara ela diz ser simples, mas é de coração. “São coisa simples, sempre faço aquele pernil defumado, arroz branco, farofa, tabule, creme de milho verde, peru, lagarto recheado e uma boa salada, e também muitas guloseimas para as crianças”.

 

Faz um pequeno filme com as fotos/ Luciana Maximo

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*