Confiança do Empresário do Comércio de Vitória inicia 2018 com leve recuo

Publicado em às 14:11.
Por Assessoria de Imprensa

Dado, no entanto, está acima da média nacional

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) de Vitória, divulgado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do ​Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES), apresentou baixa neste início de ano. Com uma leve retração de 0,5%, o mês de janeiro registrou 114,5 pontos e se manteve acima da zona de indiferença (100 pontos). Já no comparativo anual, registrou alta com referência a janeiro de 2017 (98,5 pontos).

Dos três subíndices calculados, dois obtiveram pequenos recuos: o que avalia as condições atuais do empresário do comércio (ICAEC) obteve uma retração de 1,3% em relação ao mês de dezembro de 2017, e permaneceu na zona negativa (abaixo de 100 pontos), com 85,6 pontos; o de investimento do empresário do comércio (IIEC), apesar de apresentar recuo de 1,7% atingiu 102 pontos e manteve no nível de otimismo. Já o de expectativas dos empresários do comércio (IEEC) permanece como o único subíndice que obteve alta de 0,6%, registrando 156 pontos.

Mesmo com os recuos, os resultados apresentam nível de satisfação. Observa-se uma tendência de crescimento da confiança do empresário do comércio. Nas expectativas para a economia do país, o índice aponta 149,6 pontos, com um aumento de 0,9%, em relação ao mês anterior. No mesmo período, a expectativa do comércio mostra uma alta de 1,1% (155,5 pontos). Já no quesito das empresas comerciais, observa-se uma leve retração de 0,1% (162,8 pontos), mas manteve no nível de otimismo, acima de 100 pontos.

De acordo com o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, há motivos para que o empresário do comércio esteja e se mantenha atento. “Uma série de fatores indispensáveis para o bom andamento da economia têm influenciado positivamente no aumento da confiança do empresário capixaba no cenário atual. Também há um certo otimismo em relação aos próximos meses, principalmente em função da queda das taxas de juros sobre o custo do crédito, aliado à recuperação da atividade”, ressalta.

Brasil

O ICEC apurado para o Brasil atingiu 110,1 pontos no mês de dezembro, apresentando alta de 1,1% na série com ajuste sazonal em comparação com o mês anterior e permanece na zona de otimismo.  A melhora gradativa da economia impulsiona a confiança do empresariado no primeiro mês do ano.

A CNC estima que o volume de vendas do comércio varejista ampliado em 2017 tenha crescido 3,9%. Para 2018, a previsão é que o comércio registre alta de 5,1%. Esse resultado deverá ser o maior crescimento das vendas desde o ano de 2012.

Nota Técnica

A Pesquisa do Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) é realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em âmbito nacional e disponibilizada às Federações para a elaboração das análises estaduais. O ICEC é um indicador com capacidade de medir a percepção dos empresários do comércio sobre o nível atual e futuro da economia, do setor e da empresa, bem como a propensão a investir. Trata-se de um indicador antecedente de vendas a partir do ponto de vista dos empresários do comércio. A pesquisa é realizada com uma amostra de, no mínimo, 175 empresas localizadas no município de Vitória – ES. O indicador quantitativo varia de 0 a 200 pontos. O índice 100 demarca a fronteira entre a avaliação de insatisfação e de satisfação dos empresários do comércio: abaixo de 100 pontos diz respeito à situação de pessimismo, enquanto acima de 100 encontra-se a situação de otimismo.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*