Coração Valente mesmo!

Publicado em às 6:49.
Por Da redação

A conclusão que se chega é que Dr. Luciano de Paiva Alves é de fato um Coração Valente. E pelo que parece nada o atinge pra valer. Nem mesmo as decisões que são tomadas lá de cima, ou mesmo debaixo.

No dia 21 de abril de 2013, Luciano, na época PSB, sofreu um princípio de infarto, durante o evento de homenagem ao ex-prefeito Dinowalde Rodrigues Peçanha Junior, assassinado em maio de 1999. Luciano passou por momentos difíceis, mas se recuperou e voltou antes do previsto a comandar a Prefeitura.

Depois desse episódio veio o rompimento com a vice e as crises não pararam mais. Pipocaram várias denúncias contra ele e posteriormente, veio uma sequência de afastamentos.

Luciano recorreu a Brasília e de lá veio com liminares e voltou a comandar a Prefeitura, na moral.  Um herói sem precedentes, idolatrado pelo povo, vítima de algozes, é o que parece.

O prefeito conseguiu até com seus aliados na Câmara mudar o artigo 68 da Lei Orgânica do Município para ficar ileso de qualquer possibilidade de afastamento, caso ele volte a se tornar réu em alguma acusação ‘insana’. A oposição é ‘doida’…

Coração Valente chegou a ser cassado por abuso do poder econômico, a primeira decisão era que ele deixasse imediatamente o cargo. Entretanto, no dia seguinte, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral – TRE, desembargador Sérgio Luiz Teixeira Gama voltou atrás. Luciano vai permanecer no cargo até o fim do exame dos recursos. O novo posicionamento, que diverge do posicionamento adotado no julgamento que era pela cassação imediata do prefeito, foi referendado pelos integrantes da corte nessa terça-feira (29).

Nada derruba o Coração Valente, e pelo enredo dessa novela em Itapemirim, assim como se passaram quatro anos para haver a cassação e um dia para se voltar atrás, não será surpresa se não passar mais quatro anos para decidirem cassá-lo de vez, de verdade. Agora diz, se o cara não é de fato um super Coração Valente!

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*