Dom Bernardo – Restaurante com cardápio italiano em Alto Pongal

Publicado em às 9:08.
Por Da redação

Empreendimento irá dar suporte aos turistas do Circuito dos Imigrantes, no interior de Anchieta.

Na contramão da escassez de surgimento de novos negócios, empreendedores de Anchieta focam nos seus ideais para driblar a crise financeira. Exemplo é a família Barcelos em Alto Pongal, no interior do município. Netos de descendentes de italianos e portugueses, cinco primos apostam no fortalecimento do agroturismo e estão contando os dias para inaugurar um restaurante.

O espaço está totalmente pronto e fica na comunidade de Alto Pongal, onde seus avós chegaram, residiram e formaram família, ajudando no desenvolvimento da região. O restaurante irá complementar a infraestrutura do Circuito dos Imigrantes, em uma região cercada de belezas naturais, festas tradicionais e muita história.

O nome do estabelecimento foi dedicado ao avô. Dom Bernardo será uma casa especializada em massas e pratos típicos, passeando pela gastronomia dos dois países de origem dos patriarcas da família.

De acordo com Guilerme Barcelos, sócio-proprietário, o restaurante fica próximo a Massas Popinha, fábrica de massas de sua família. O local conta com amplo espaço interno e externo para acomodar 150 pessoas e uma decoração aconchegante, carregada de história e bucolismo.

Segundo o sócio-proprietário, o restaurante será aberto a partir do dia 19 de agosto e irá funcionar aos sábados, a partir das 19h e aos domingos, a partir das 11h.

Serviço: Restaurante Dom Bernardo 28 9 9955-1318.

 

Um pouco da história

 

Bernardo, de origem portuguesa e Popinha, de origem italiana, se casaram em 19/10/1946 (apesar de terem enfrentado alguns desafios para isso), e também com bastantes dificuldades conseguiram manter a família de pé, ou seja, foram lutadores para dar o sustento e vida digna para os filhos, conseguindo também aos poucos agregar bens que contribuíam para tal objetivo. Trabalhavam muito: vovô na roça e vovó, além da casa e dos filhos, ajudava o vovô na lavoura.

“Vovô e vovó sempre viveram segundo os costumes e tradições da cultura italiana e conseguiram, com muito carinho, passar isso para os filhos e consequentemente para nós, os netos, que hoje com muito zelo mantemos e manteremos viva essa tradição herdada”, relembra Guilerme. .

Com relação à culinária é interessante ressaltar que não podia faltar a polenta, todos os dias, no almoço e que o fubá para o seu preparo era produzido num moinho de pedra, próprio da família. “Esse moinho, que eles manuseavam para tal serviço, está presente em nosso empreendimento como atrativo e decoração”. Eles também produziam a farinha de mandioca, também num quitungo da família, que por conta do tempo e da falta de manutenção, se perdeu com o passar dos anos, por isso, nós, da Família Dom Bernardo preparamos para vocês um empreendimento ímpar na Comunidade de Alto Pongal, região do Circuito dos Imigrantes, no município de Anchieta.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*