Memórias de Dona Dadir

Publicado em às 11:28.
Por Luciana Maximo

É lastimável que muitas das vezes se valoriza de fato o outro quando este parte para o andar de cima. Dona Dadir Fricks Jordão Belônia, nasceu em 15 de julho de 1938 e faleceu em 12 de dezembro de 2009. Com uma sensibilidade única de poetisa, com um conhecimento amplo em diversas áreas, ela deixou na cidade de Presidente Kennedy sua marca registrada para sempre.

Foi à segunda servidora pública nomeada pelo interventor Irysson Soares da Silva, época que a cidade ainda nem tinha prefeito eleito nas urnas, como auxiliar de serviços gerais e secretária da Prefeitura.

Exemplar mulher, exemplar mãe, exemplar servidora, exemplar cidadã: dona Dadir foi muito mais que secretária, é a relíquia do município e deve ser prestigiada sempre. Foi ela quem guardou a memória da cidade até o dia da sua partida. Foram nos arquivos dela que a Reportagem localizou documentos muito importantes que registram a identidade da velha Batalha que ela cantou em versos.

Dona Dadir foi muito mais que a primeira professora formada em curso superior na cidade. Foi mais que a fundadora do Mobral e da Pestalozzi, foi muito mais que vereadora, foi presidente da Câmara, e em sua gestão, criou a Lei Orgânica. Uma mulher que merece aplausos dos kennedenses.

Nesses 53 anos de Emancipação Política que Presidente Kennedy completa no próximo dia 04 de abril, o Jornal estende um abraço a toda a família de dona Dadir e aos conterrâneos da minha cidade. Que o progresso sonhado pelo seu Afonso Costalonga caminhe a passos largos e que Amanda Quinta, primeira mulher prefeita e mais jovem da história continue colocando o município nas páginas do desenvolvimento. Feliz aniversário Presidente Kennedy! A dona Dadir ficam as nossas reverências…

 

Batalha Antiga

 

Por Dadir Fricks Jordão Belônia

 

Uma Batalha antiga…

Da antiga Batalha.

Começou a florescer

No alvorecer de uma Batalha…

‘Se minha memória não falha…

Em mil novecentos e onze,

Foi criado o Segundo Distrito

De Barra do Itabapoana

Em mil novecentos e vinte nove.

Foi travada uma Batalha

De uma grande Serraria…

Em mil novecentos e trinta e nove.

Passou a ser segundo Distrito de Batalha,

Pois aqui todos trabalhavam e lutavam…

Três décadas e meia depois…

Aconteceu o esperado.

Surge assim um Município!…

De Itapemirim foi desmembrado.

E um novo nome foi dado,

A um presidente homenageado.

Assassinado no Texas

Um presidente muito amado

E foi a “Aliança para o Progresso”

O tema por ele criado,

Para dar ao Terceiro Mundo…

O necessário esperado…

Por todo Mundinho…

Por americanos acompanhado,

Onde nós fomos assistidos.

E em trinta de Dezembro

De mil novecentos e sessenta e três

O mundo foi criado…

Deixou de ser Batalha.

Um novo nome foi dado…

“Presidente Kennedy”!

Um município muito amado!…

Que em Quatro de Abril de sessenta e quatro

Foi por fim… Emancipado!

 

Presidente Kennedy –ES, em 04/04/84.

 

 

 

 

 

 

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*