O prelúdio de uma Tragédia anunciada!

Publicado em às 15:34.
Por Gilvan Barbosa Gama

Em Piúma ES, precisamente na Rua Franklin Ferreira de Souza 52 Edifício INGÁ 2, loteamento Rosamar  no Jardim Maily, existe um prédio em estado de reboco em esfacelamento, cujos proprietários dos apartamentos,sempre ausentes e o síndico que não exite não tomam as providencias cabíveis.

O assunto tem sido motivo de preocupação para a vizinhança mais próxima , visto que a cobertura do prédio é em metal zinco que se solta ao menor sopro de um vento mais forte.Fato já ocorrido em Setembro próximo passado,ocasião em que o proprietário da casa vizinha ao condomínio, por pouco não foi atingido por um pedaço dessas lâminas  assassinas em potencial.

As providencias já tomadas pelo vizinho mais próximo da casa ao lado, foram as denuncias feitas à  defesa civil junto ao seu  Diretor  Sr. Paulo, e mais duas sendo uma na Secretaria de Obras da Prefeitura de Piúma ES, e outra junto ao Ministério Público. Se não houver uma resposta por parte do Município, que objetive a solução urgente que a presente  lide requer, medidas outras serão tomadas, se necessário em Vitória.

O primeiro impasse  ocorreu em maio  de 2015, e se arrasta até a presente data com o problema que persiste sem solução por parte do condomínio que não  existe e de Dona Gerusa, proprietária da cobertura, que se mostra omissa em resolver um problema que poderá tomar proporções drásticas se não houver um pronta recuperação da Cobertura e do reboco lateral que está se desprendendo das paredes externas do prédio.

Na fachada do prédio com suas telhas voadoras e placas de reboco despencando, existe um apartamento para alugar pelos fones 99628247 e 99756935.

Portanto, antes de alugar um apartamento num prédio que está se dissolvendo ao vivo e a cores como este da imagem, alertamos que é prudente verificar em que estado se encontra esta edificação, procurando seu síndico!

Lembro que no endereço http://www.controlarimoveis.com.br/, existe legislação e todos os questionamentos sobre responsabilidade civíl tanto do condomínio,  condôminos e do próprio município a respeito de danos causados a terceiros por negligência, principalmente neste caso de fato continuado.

Que a senhora  Gerusa,via municipalidade, não se furte em dar  solução ao problema e  evite tomar um processo por negligência, pois a queixa já existe, e o processo está em aberto.

Portanto finalize e comprove que os reparos já foram concluídos junto a Defesa Civil de Piúma!

O mais curioso é que todos sabem que este condomínio pouco frequentado pelos seus moradores,  que não possui síndico, ou seja,sem administração,nele ninguém se diz responsável pelo prédio.Quando algum problema urgente acontece o proprietário  mais próximo ou está em Vitória,Vila Velha ,Belo Horizonte, Brasília ou Belém do Pará .Pessoas que procuram vender esse ou aquele apartamento neste prédio não conseguem dada a irregularidade do mesmo.Uma escritura definitiva em meio à tantas descontinuidades imobiliárias ,fica inviável.

Indignados alguns moradores vizinhos, expostos ao perigo do condomínio Ingá 2.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*