Rejeitada criação de comissão processante

Publicado em às 20:38.
Por Célia Ferreira

 Na sessão desta terça-feira (09), a Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim rejeitou por onze votos contrários e cinco favoráveis a criação de uma comissão processante para investigar denúncias contra o prefeito Carlos Casteglione (PT).  A criação da comissão dependeria da aprovação de treze vereadores (2/3 do total).

A abertura da comissão foi proposta em documento protocolado na semana passada pelo presidente do Sindicato de Servidores Municipais de Cachoeiro, Jonathan William,  com base em três denúncias: contratação irregular de servidores não concursados, fraude em processo licitatório envolvendo a atuação da empresa Impacto e a existência de nepotismo na administração municipal.

No documento, Jonathan destaca que o prefeito já foi, inclusive, condenado em primeira instância pelas duas últimas denúncias, e este foi um dos principais pontos debatidos pelos vereadores.

“Se a Justiça já está investigando e ainda há recurso cabível, devemos aguardar o resultado, para que não se cometam injustiças”, disse o vereador David Lóss (PDT), destacando que o ex-prefeito Roberto Valadão, afastado da prefeitura, foi posteriormente inocentado das acusações a ele atribuídas.

Já o vereador Luisinho Tereré (DEM), demonstrou posicionamento contrário: “Se o prefeito já sofreu condenações, deve ter coisa errada, e a Câmara precisa cumprir a sua obrigação de investigar”, afirmou.

Resultado da votação:

Votaram contra a criação da CP: Alexandre de Itaóca (PR); Carlos Renato Ratinho (PR); David Lóss (PDT); Elias de Souza (PT); Ely Escarpini (PR); Jonas Nogueira (PV); Lucas Moulais (PTB); Professor Léo (PT); Osmar da Silva (PHS); Rodrigo Enfermeiro (PSB); Wilson Dillem (PRB)

Votaram a favor: Alexandre Bastos (PSB);  Alexandre Maitan (PDT); Delandi Macedo (PSC); José Carlos Amaral (DEM); Luís Tereré (DEM)

Abstenção: Júlio Ferrari (PV)

Ausentes: Brás Zagotto (SDD); Fabrício do Zumbi (sem partido)

 

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*