Renato Lorencini deixa a liderança de Fabrício Petri na Câmara

Publicado em às 14:46.
Por Da redação

Muitos passos desaprovados até mesmo pelo pares na Casa de Leis, alguns deslizes e falta de articulação política podem ter sido o pivô da saída de Renato Lorencini da liderança do prefeito na Câmara Municipal

 

Na sessão de 01/08/2017, o vereador Renato Lorencini no final de sua fala “entrega” a liderança de governo na Câmara de Anchieta. 15 dias antes desta “entrega” já havia o comentário por toda a cidade, foi em relação à questão do transporte de universitários que o vereador Renato Lorencini demonstrou falta de articulação entre os vereadores da Câmara de Anchieta, causando um desgaste que pôs fim a liderança que ocupou durante sete meses. Foram vários deslizes e falta de articulação, dentre eles, a reprovação do projeto de lei que promovia políticas públicas para os jovens de autoria do vereador e presidente da Câmara de Anchieta, Tássio Brunoro. Acusações contra o ex-prefeito Marcus Assad, em que o vereador Renato falou inúmeras vezes em abertura de CPI, porém, não tomou efetivamente nenhuma atitude e finalmente, sendo contrário nos debates contra o projeto de lei de autoria dos vereadores Geovane, Tássio, Alexandre Assad, José Maria, Beto Caliman e professor Robinho. O vereador Renato foi contra nos debates, nos pareceres das comissões, mas depois de se ver de frente com os universitários votou favorável ao projeto que prevê parte dos royalties para investimento no ensino técnico e universitário.

O que de fato circulou pela cidade foi que o prefeito Fabrício Petri, descontente com a atuação do vereador Renato Lorencini, solicitou a “entrega” da função de líder de governo na Câmara de Anchieta.

O que disse o vereador sobre sua saída

“Eu deixei a liderança de governo a partir da sexta-feira passada, 28, eu queria dizer que nesses meses a gente agradece a confiança que Fabrício Petri nos deu a oportunidade de aqui representar não só o governo, mas defender e trazer as ideias do Executivo. Enquanto líder de governo eu busquei construir essa ponte que ajudaria na relação da Câmara com o Executivo, nesse momento tão difícil que o município está vivendo. Pautei isso nas premissas e nos nossos valores que eu tenho muito claro no meu planejamento com diálogo e com muita transparência, eu disse isso para ele, eu acho que aqui também, eu tenho dito algumas vezes aqui na Casa, a gente muitas vezes não concorda com tudo e também não precisa concordar com tudo, esses foram os meus motivos, além de algumas situações que a gente tentou aqui ajudar o governo, mas muitas vezes mal interpretado pela situação. Estou deixando a liderança de governo, mas aqui mão estou abandonando o compromisso com a comunidade nem com a gestão do Fabrício Petri. Precisamos entender que, no momento que a gente percebe que a gente não contribui a gente precisa abrir espaço para outras pessoas, quero agradecer ao Fabrício pela oportunidade e dizer que continuo a disposição do governo”.

A Câmara de Anchieta atualmente com 11 vereadores em que a composição tem seis vereadores livres e cinco vereadores de base de governo, nos resta saber como ficará nos próximos capítulos.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*