Vereador Renato Lorencini presta homenagem a catadores de mate​riais recicláveis de Anchieta

Publicado em às 17:16.
Por Assessoria de Imprensa
Em 2008, um grupo de donas de casa de Nova Esperança, bairro de Anchieta,  se uniu para a fabricação de artesanatos com materiais recicláveis. Visando à complementação da renda de suas famílias, elas começaram a transformar estes materiais em artigos de consumo, como pufs e vassouras de garrafas pet.
Em 2009, com a missão de contribuir para a preservação ambiental e inclusão social de pessoas de baixa renda, foi criada oficialmente a Unipran. A Associação ganhou uma sede, posteriormente ampliada e equipada. Seus membros são constantemente capacitados sobre reciclagem, segurança, empreendedorismo e associativismo, trazendo o verdadeiro conceito de emancipação do cidadão.
Desde sua fundação, quase 500 toneladas de materiais recicláveis deixaram de ser enviadas ao aterro, representando um ganho ambiental e social, já que 10 famílias são beneficiadas diretamente com o recurso advindo da reciclagem. Em seus oito anos, a associação tem sido modelo para outros municípios.
Por isso, na sessão do dia 12 de setembro, o vereador Renato Lorencini apresentou Moção de Congratulação e Aplausos à Unipran pelo trabalho, desenvolvimento de ações de cunho socioeducativo e atuação em prol do meio ambiente com visão empreendedora, gerando emprego e renda em nosso município. Recentemente, o vereador esteve na Associação para acompanhar as atividades, ouvir as demandas e contribuir com o mandato para alavancar e melhorar os processos que envolvem a atividade.
“É um trabalho de formiguinha, mas de fundamental importância para Anchieta e que, com a contribuição de todos, pode render ainda mais resultados. Atualmente, somente 2% dos resíduos são destinados à coleta seletiva, sendo possível aumentar este valor para até 30%. Se com esta pequena parcela sendo reciclada, temos geração de renda para 10 famílias, o aumento do volume de resíduos destinados contribuiria de forma significante para a economia do município. Temos que sair da fala e começar a praticar”, destacou o vereador.
Renato também congratulou cidadãos que são destaques na separação e destinação correta de resíduos. “Quero parabenizar a Pestalozzi que é a instituição que mais contribui para a coleta e os dois bairros que, segundo a Associação, são os mais engajados e destinam maior volume de resíduos passíveis de reciclagem: Nova Esperança e Nova Jerusalém“, frisou Lorencini.
Na sessão anterior, Renato Lorencini solicitou, via requerimento, que seja realizada a separação de materiais recicláveis no prédio da Câmara do município. O vereador também tem solicitado à Prefeitura a expansão da Coleta Seletiva para o interior, pois esta é uma demanda algumas localidades visitadas pelo seu projeto de Gabinete Itinerante, como Duas Barras e Jabaquara.
A secretária executiva da Unipran, Marleia Ribeiro, reforçou que a responsabilidade é de todos nós. “Separar os resíduos faz parte da Política Nacional dos Resíduos Sólidos e assinamos termos de compromisso assumidos. A maior parte dos materiais que recebemos provém do comércio, precisamos aprimorar a coleta porta a porta. Faço um convite também para que cada prédio público faça a sua parte, separando os recicláveis. Quando está tudo misturado, é lixo. Quando separado vira matéria-prima, se transforma em renda”, reforçou Marleia.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*