Vereadores indignados com a mídia negativa a Anchieta

Publicado em às 9:40.
Por Da redação

 

 

Um jornal de grande circulação no ES estampou na primeira página no último fim de semana reportagem especial sobre Anchieta e nela mostra um quadro pessimista na economia. A Reportagem coloca Anchieta como uma cidade morta. Essa e outras matérias que vem sendo veiculadas diariamente em vários veículos de imprensa tem deixado os vereadores da cidade com os nervos a flor da pele.

Na última sessão realizada na Câmara o vereador Richard Costa chegou a exibir um slide mostrando as potencialidades de Anchieta e criticando as mídias negativas relacionadas ao município. Outros vereadores também se posicionaram sobre o tema.

Ao usar a tribuna, Richard repercutiu a matéria veiculada pelo jornal A Gazeta, no domingo (06), que mostrou os impactos que a mineradora Samarco trouxe para o município. “Anchieta não está parada no tempo, está se reinventando. Infelizmente a grande mídia dá ênfase as coisas ruins do nosso Estado. Durante muito tempo esperamos o poder público tomar decisões que são dos cidadãos, ajudando o Executivo, que também se acomodou com o funcionamento da mineradora Samarco, assim como as lideranças políticas. Permanecemos na zona de conforto e, hoje, estamos vivendo dias difíceis. Durante muito tempo fomos atores, espectadores, mas chegou a hora de sermos autores da nossa história. Temos belezas naturais, agronegócios, turismo, turismo religioso, e outros. Anchieta é uma cidade que pode se desenvolver e tem potencial para isso”, disse Costa.

Professor Robinho engrossou a fala de Richard ao pontuar os potenciais de Anchieta. “Sabemos das potencialidades que o município tem e também sabemos que nossa cidade não parou. O município precisa rever a agenda e buscar soluções para que a economia volte a crescer. Precisamos fazer uma reflexão e começarmos a pensar na vitória”, disse.

Ao usar a tribuna, Beto Caliman falou sobre o desenvolvimento econômico de Anchieta e criticou mais uma vez. “Não podemos mais continuar tendo esse discurso de que Anchieta está no fundo do poço. Nós temos de incentivar os grandes empreendedores a virem para nosso município”, disse.

O vereador Renato Lorencini ressaltou sobre a crise econômica no município e sobre a matéria publicada no jornal A Gazeta no domingo (06), que mostrou a realidade da economia do município. “A crise econômica é um fenômeno que está atingindo todas as cidades brasileiras. Existe uma Anchieta que não está nas capas dos jornais, existe uma Anchieta que resiste e acredita no futuro dessa terra. Uma Anchieta feita por grandes empreendedores que estão investindo dinheiro e muito trabalho, assim como microempreendedores que se reinventaram e estão em ascensão, ampliando sua capacidade de produção. Anchieta tem uma linda história que pode ser contada. A cidade passa por uma situação difícil, mas é rico, vasto e com muitas potencialidades que precisam ser exploradas”, disse o vereador.

O vereador Zé Maria também comentou sobre a economia local e sobre as indicações apresentadas. “Anchieta está sofrendo muito com a paralisação das atividades da Samarco, mas não podemos continuar lamentando. O município precisa rever o Plano Diretor Municipal (PDM) para que novas empresas possam se instalar aqui. Além disso, precisa explorar o que há de riqueza no município. Precisamos juntar o útil ao agradável, trabalhar o turismo, a agricultura familiar e, com isso, alavancar a economia local. Existem vários caminhos, só precisamos de trabalho para colocarmos em prática, tirarmos as ideias do papel”, disse.

Já o vereador Alexandre Assad foi além, parabenizou a secretaria de Turismo, Comércio e Empreendedorismo pela apresentação do calendário de eventos 2017-2018. “Anchieta sofreu um impacto muito grande, mas está caminhando. Anchieta irá sobreviver. Vamos esquecer a pauta pessimista e nos apegar aquilo que temos de potencialidade, focar em pequenos projetos que irão amenizar toda a pauta negativa. O município precisa crescer economicamente, precisa criar políticas públicas que venham reinventar o município de Anchieta e potencializar nossas riquezas. Precisamos aprender a enxergar aquilo que temos de bom e vendermos o que temos de bom, nossas, praias, montanhas, o Santo Anchieta, agronegócio, e outros”, disse o vereador.

Apresentou um requerimento verbal sugerindo a inclusão de novos eventos no Calendário de Eventos 2017-2018.

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*