VOCÊ É LINDA! PIÚMA: uma ilha com muitas ilhas

Publicado em às 9:25.
Por Da redação

 

Não há como não ver Piúma linda, ainda que sua orla esteja destruída pelas fortes marés. É uma ilha com muitas ilhas

 

Há quem diga que Piúma é uma ilha e bem que parece mesmo. A natureza fecha sozinha o canal de Itaputanga e quando as chuvas vêm, vem também o descontentamento dos quiosqueiros e comerciantes que exploram a praia, o mar se enche de água turva vinda do Rio Iconha e então, ela fica fechada entre o belíssimo Vale do Orobó e o mar azul. Piúma é uma ilha com muitas ilhas. É encantadora, suas águas mornas e praia rasa atraem milhares de famílias na alta temporada. Repleta de belezas incomparáveis, ao fundo, bem no final avista-se o Monte de Ver Deus, o nosso magnifico Monte Aghá, que embora não esteja no território de Piúma, sua visão esplendorosa se dá para o lado de cá.

Com o clima tropical, amenizado pelos ventos marítimos, é cercada por quatro pequenas ilhas: do Gambá, do Meio, dos Cabritos e dos Franceses, formando belíssimas paisagens naturais. O Vale verde do Orobó, sua gente, sua cultura, suas gírias próprias contribuem para que essa cidade seja única: ô perto, ô longe, toxo, too… Piúma a menor cidade do Estado do Espírito Santo e a mais badalada, visitada por turistas do país inteiro no verão. Os trios elétricos atraem jovens de muitas cidades. Por aqui a natureza foi generosa.

Cheia de lendas e histórias fantásticas. Só por aqui se houve contar sobre o Homem Grande, da Mulher Pato e outras e outras lendas. E neste 08 de dezembro, o Jornal Espírito Santo Notícias deseja a população de Piúma, muito progresso, desenvolvimento, paz, união entre as famílias e sucesso para todos.

O município é considerado o maior produtor de conchas do país, devido ao encontro de correntes marítimas quentes e frias na região favorecendo a reprodução dessa espécie. O artesanato de conchas de Piúma, inclusive, é famoso internacionalmente, movimentando a economia local.

O pescado também tem uma participação econômica importante, colocando Piúma em terceiro lugar no ranking dos maiores produtores de peixes do Espírito Santo. Além da pesca, a orla local é utilizada para a prática de mergulho, um esporte que permite a contemplação da biodiversidade marinhada região.

 

Significados para o nome

 

De origem tupi-guarani e com influência francesa, o nome Piúma tem dois significados. Uns acreditam na denominação “águas escuras”, que foi dada pela maior concentração do Estado de areias monazíticas nas praias do município. Outros dizem que Piúma é o nome de uma espécie de mosquito dos manguezais da região. Para atender a demanda turística o Município dispõe de estrutura para hospedagem, alimentação, entretenimento e lazer.

“Eu penso que a cidade hoje era para estar melhor, oferecendo mais acessibilidade para as pessoas, temos de tornar o rio navegável para o pescador poder trabalhar melhor a sua economia, melhorar as condições de se caminhar pela cidade, preparar a cidade para o seu povo, revitalizar as praças, fechar as ruas da beira mar para dar mais mobilidade urbana aos fins de semana na alta temporada. Resolver o problema da orla de uma vez por todas, as calçadas. Fazer uma jardinagem melhor. Resgatar mais a cultura, as festividades, cadê o teatro de rua, os corais, a banda de fanfarras? São coisas simples que é legal, não precisamos sonhar grandes coisas, é com as coisas pequenas para atender a comunidade”, ressaltou Josephina Guimarães, filha do ícone do artesanato, Dona Carmem Muniz.

 

Ilha dos Cabritos 

O acesso à Ilha dos Cabritos é feito através de embarcações, porém as bananas boats também chegam próximo e algumas até dão a volta pela ilha. O passeio de barco ou escuna é o mais procurado para se chegar lá. Coberta por mata nativa, possui uma pequena praia com águas cristalinas e nas proximidades há uma criação de ostras e sururu. Várias trilhas possibilitam explorar e conhecer a mata. ​

Ilha do Meio

Localizada entre as Ilhas do Gambá e dos Cabritos, possui uma vegetação rica em bromélias, orquídeas e árvores nativas. O acesso é feito por barco ou escuna a partir do ancoradouro da Ilha do Gambá ou Corujão, mas, durante o período de maré baixa, é possível chegar andando até lá. Para quem gosta de pesca de arremesso, esse é o lugar indicado.

Ilha do Gambá

A Ilha do Gambá é  ideal para caminhadas e a prática de mountain bike, pesca e mergulho. Dona de uma beleza natural, oferece o privilégio de uma boa caminhada pela trilha, que proporciona uma visão de toda a orla de Piúma, incluindo a Ilha do Meio e a Ilha dos Cabritos, com o Monte Aghá bem ao fundo.  Uma boa sugestão, é curtir o pôr-do-sol lá de cima. Lindo de se ver!

 

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*