ANTIGA CÂMARA DE ITAPEMIRIM completamente abandonada

Publicado em às 17:56.
Por Assessoria de Imprensa

DEPUTADA FEDERAL NORMA AYUB DENUNCIA SITUAÇÃO PRECÁRIA EM QUE SE ENCONTRA A ANTIGA CÂMARA DE SUA CIDADE ITAPEMIRIM.

A Deputada Federal Norma Ayub (Democratas – ES) denunciou na sessão desta quarta-feira (9), em Brasília, a precária situação em que se encontra o prédio da antiga Câmara de Itapemirim. Uma obra do século 19 que está completamente abandonada e se acabando com o passar do tempo.

Em seu discurso Norma Ayub relembrou que enquanto Prefeita de Itapemirim conseguiu gratuitamente um projeto de restauração, que foi devidamente aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura. A parlamentar destacou que a obra teve início, e chegou a atingir 80% dos serviços concluídos, mas que mesmo faltando pouco para a conclusão foi paralisada pela gestão que a sucedeu no executivo de Itapemirim que realizou nova contratação, inclusive do projeto. “Hoje se a Câmara estivesse restaurada, poderia estar recebendo visitantes que teriam como conhecer melhor a cultura e a história do nosso Município e região, desfrutando de um museu e biblioteca física e digital” disse a Norma Ayub.

Ao ter acesso as fotos de como está o local atualmente, a Arquiteta Cora Augusta Duarte Aguieiras, que trabalhou na restauração do prédio enfatizou que a obra estava na fase final, e disse que praticamente tudo que foi feito se perdeu. “O prédio da Câmara tem paredes em pau a pique, foram encontradas pinturas parietais que deveriam ser resgatadas, mantidas, mas infelizmente o local foi depredado, até algumas madeiras de lei foram arrancadas” frisou a arquiteta lamentando essa perda na história e cultura do Município.

A Deputada frisou em seu pronunciamento que como moradora de Itapemirim, cidade que fica na região sul do Espírito Santo, o seu sonho sempre foi ver restaurado o Prédio da antiga Câmara Municipal. “Se Deus quiser, ainda vou realizar esse sonho de ver aquele patrimônio cultural restaurado” disse.

Norma concluiu sua fala pontuando que foi para evitar casos como este, que ela elaborou e protocolou um projeto de lei que tem por objetivo impedir a contratação de outras obras públicas, quando o órgão público estiver com obras de sua responsabilidade, paralisadas ou com atraso em sua execução superior a três meses.
Além de denunciar no plenário, Norma Ayub está elaborando um requerimento que será enviado ao Ministério da Cultura, Governo do Estado, através da sua Secretaria de Cultura, e também ao Conselho Estadual de Cultura, para que seja avaliada a situação, e que sejam tomadas as medidas administrativas necessárias para preservar e restaurar aquele patrimônio.

 

 

 

Câmara de Itapemirim:

Inaugurada no ano de 1864, época em que Itapemirim tinha uma extensão territorial muito grande, muitas decisões importantes foram tomadas naquelas instalações. Na época em que foi elaborado o projeto de restauração, a importância histórica daquele imóvel estava tão em destaque que inclusive o prédio se encontrava em processo de tombamento.
Confira o discurso na íntegra:

 

Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

 

Como moradora de Itapemirim, no Espírito Santo, meu sonho sempre foi ver restaurado o Prédio da antiga Câmara Municipal, que se encontra abandonado pela Administração que me sucedeu.

Inaugurado no ano de 1864, muitas decisões importantes foram tomadas em suas instalações.

Considerando a importância histórica daquele imóvel, que se encontrava em processo de tombamento, contratamos a execução de sua restauração tão esperada pela população de Itapemirim.

Ao término do meu mandato de prefeita faltava apenas 20 % para a sua conclusão. O prefeito que me sucedeu, paralisou a execução final da obra de restauração, e realizou nova contratação, inclusive do projeto.

Hoje se a Câmara estivesse restaurada, poderia estar recebendo visitantes que teriam como conhecer melhor a cultura e a história do nosso Município e região, desfrutando de um museu e biblioteca física e digital.

Até hoje a obra está abandonada, e a restauração destruída, muitas madeiras de lei foram arrancadas, sabe-se lá onde foram parar.

Se Deus quiser, ainda vou realizar esse sonho de ver aquele patrimônio cultural restaurado.

Para evitar casos como este, elaborei e protocolei projeto de lei que tem por objetivo impedir a contratação de outras obras públicas, quando o órgão público estiver com obras de sua responsabilidade, paralisadas ou com atraso em sua execução superior a três meses.

Senhor Presidente, peço divulgar na voz do Brasil e demais meios de comunicação desta casa.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*