Movimento de Conscientização em favor das mulheres capixabas é lançado no Sul do Estado

Publicado em às 17:33.
Por Assessoria de Imprensa

O Governo do Estado acaba de dar mais um passo em defesa das mulheres capixabas. O movimento de conscientização para o combate à violência contra a mulher foi lançado na manhã desta sexta-feira (20) no Sul do Estado, no teatro Rubem Braga, em Cachoeiro de Itapemirim. A ação é conduzida pelas Secretarias de Estado de Direitos Humanos (SEDH) e de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

O primeiro vídeo da nova campanha publicitária já está disponível na mídia, com o foco em estimular o debate e a reflexão sobre o exercício da proteção à vida das mulheres, com o objetivo de reduzir os altos índices de violência no Estado do Espírito Santo. Durante os próximos meses serão lançados vídeos educacionais nas redes sociais, levando o debate a diferentes setores da sociedade.

Em entrevista coletiva à imprensa, o governador Paulo Hartung reafirmou que o Movimento de Combate à Violência contra Mulher é uma ação do Governo do Estado para articular, junto aos demais poderes constituídos e à sociedade, um profundo debate para mudança da cultura machista em terras capixabas. Para o governador, os capixabas precisam evoluir nas relações interpessoais e valorizar as conquistas femininas.

“É um tema desafiador. Estamos em Cachoeiro lançando este Movimento que tenta enfrentar a violência de maneira geral nos casos em que envolvem as nossas mulheres. O Governo do Estado e as instituições públicas têm seu papel, mas o que queremos dizer é que sozinhos não damos conta de uma tarefa como essa. É preciso mudar a cultura em nosso Estado, em especial dos homens que não aceitam o fim do relacionamento ou não sabem conviver com a autonomia feminina e passam a praticar violência doméstica”, ponderou Paulo Hartung.

O secretário de Estado de Segurança Pública, André Garcia, também enfatizou que a mudança da cultura, de objeção da mulher, precisa ser mudada. Para isso é preciso diálogo constante em diversos setores.

“Todos os setores da sociedade possuem papel importante nessa conscientização. A mudança dessa cultura retrógrada vai ‘atravessar gerações’. Não se muda do dia para a noite, mas é preciso começar já. Dentro das igrejas, nas escolas, dentro de casa. A mulher precisa ser respeitada e valorizada. Assim, com essa soma de forças, mudamos juntos o atual cenário de violência contra a mulher”, destacou.

O Secretário de Estado de Direitos Humanos, Julio Pompeu, reforçou a importância das ações conjuntas para mudar o quadro de violência no Espírito Santo.

“Precisamos mudar nossa cultura. Só com todos nós trabalhando juntos para acabar com todo tipo de violência contra a mulher será possível mudar essa triste estatística de sermos um dos Estados onde mais mulheres são assassinadas. Todos nós podemos ajudar, e o Governo do Estado convida a todos para esse movimento pelo fim da violência contra a mulher”, declarou Julio Pompeu.

Além de autoridades estaduais e municipais, o evento também contou com a presença de representantes de movimentos sociais ligados à promoção e à proteção das mulheres.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*