PM prende dois e 22 tabletes de maconha em Jabaquara

Publicado em às 14:12.
Por Luciana Maximo

 

FORÇA TÁTICA DA PM apreende 22 tabletes de maconha em Jabaquara

 

A Força Tática da Polícia Militar – PM prendeu na madrugada desta quarta-feira, 22, dois homens: Alexandro Ferreira de Souza, 32 anos e Jefferson Baroni Oliveira, 22 e com eles uma mala com 22 tabletes de maconha, que vinha de São Paulo.

Foto/PM – 22 TABLETES APREENDIDOS NA MALA COM ALEXANDRO

De acordo com o tenente da PM, Paulo Cola, o Serviço de Inteligência da 10ª CIA Independente, a PII teve o conhecimento que determinada pessoa com todas as características do Alexandro e que desceria no distrito de Jabaquara, Anchieta. “Os policiais já estavam em campo observando, quando foi por volta de 3h30, os PM’s conseguiram em uma ação controlada detê-lo e tirá-lo do local e ele indicou que estaria esperando o sócio dele na empreitada, Jefferson, o Paulista. Nós montamos um bloqueio na pista com os policiais fardados, quando ele percebeu já estava em cima do bloqueio”, informou Cola.

A PM enquanto observava Alexandro antes do comparsa chegar viu quando ele ligou para Baroni. “Quando Baroni chegou, se deparou com o cerco policial, jogou o carro em cima dos policiais a fim de romper a barreira. Tivemos que fazer uma ação controlada para salvaguardar os policiais que estavam colocados em toda pista. O veiculo dele foi atingido com tiros impossibilitando que ele dirigisse por mais de 30 metros. Ele foi detido e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil – DPC sem nenhum tipo de lesão”, ressaltou o tenente Paulo Cola.

Alexandro é residente no bairro Nova Jerusalém, em Anchieta, o sócio dele, Jefferson Baroni de Oliveira, 22 anos, também residente em Anchieta estaria indo buscá-lo. Jéfferson conduzia o Santana placa CTZ 5015 de Vila Velha/ES que pertence a Alexandro.

Os dois homens foram conduzidos a Delegacia da Polícia Civil em Anchieta, onde serão interrogados e autuados por tráfico de drogas, em seguida serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Guarapari, onde ficarão aguardando o julgamento.

Ainda de acordo com Paulo Cola, há denúncias que apontam que, os dois criminosos migraram do Estado de São Paulo para estabelecer o comércio de drogas na região. Há denúncias que apontam que os dois homens presos estariam também trazendo armas de SP para armar a criminalidade no Sul do ES. “A comunidade tem papel importantíssimo fazendo denúncias para que serviços como esses possam ser executados de forma satisfatória”.

Alexandro disse que estava apenas carregando a droga

Em entrevista ao jornal, Alexandro Ferreira disse que é técnico em logística e está desempregado por isso fez o serviço, que segundo ele, foi uma encomenda. Afirmou que foi a primeira vez que foi preso. “No Brasil hoje a gente não tem condições de trabalho, desempregado há mais de um ano, não consigo emprego, minha família estava passando dificuldades e essa foi a forma que eu arrumei para tentar sustentar minha família”, contou.

Segundo Alexandro ele só estava transportando a droga e iria entregar a outra pessoa. “Eu ganhar R$5.000.00. agora eu estou muito arrependido pela minha família, meus três filhos e minha esposa. Pelos meus filhos e pela minha esposa eu peço perdão. Essa é a única opção que o sistema deixa pra nós, infelizmente é isso ai mesmo”, afirmou Alexandro, dono do veiculo Santana usado pelo sócio e quem trazia a mala de SP com os 22 tabletes de maconha.

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*